::   Academia Filosófica Cristã   ::
 

*
Calendário e Grupos de Harmonização
----------------------
* Calendário e Grupos Preceptoria Introdução
----------------------
* Harmonização de doentes.
----------------------

Filmes

Crash - No Limite.
Inserção no site: 15/05/2009


A trama envolve histórias e personagens ligados uns aos outros pelos desentendimentos raciais e estereótipos estúpidos. Apelo sincero à tolerância e à gentileza civil, o filme conta com alguns ótimos trabalhos do elenco, que inclui Don Cheadle, Thandie Newton, Sandra Bullock, Matt Dillon e Ryan Phillippe.


Infelizmente, o longa também passa a sensação de ser mais um exercício de consciência de classe média em promoção multicultural. Essa é a má notícia.


A boa notícia é que esse tipo de filme branco e liberal deve despertar muitas críticas positivas e atrair uma massa de audiência mais lucrativa que, digamos, um filme racial/político de Spike Lee. Em um ano parado, o longa pode até mesmo ganhar alguma atenção para o Oscar. No Brasil, o longa estréia na sexta-feira.


No início do filme, há um acidente rodoviário sem gravidade. Uma mulher oriental começa a gritar com a latina com a qual bateu. Pouco depois, um casal branco tem o carro roubado por dois jovens negros, um vendedor iraniano é agredido verbalmente por um intolerante quando tenta comprar uma arma para se proteger, e um executivo de TV negro e sua mulher são molestados por policiais brancos que tiveram um dia ruim.


Cada incidente provoca mais ódio e ressentimento, com as vítimas perpetuando a sua própria ignorância e preconceito na próxima pessoa etnicamente diferente que encontram pela frente. Alienação social
Embora não se possa discordar dos temas honestos do filme, como redenção coletiva e perdão, a mensagem não é nova. A narrativa parece um território já coberto pelos dramas televisivos como NYPD Blue, Third Watch e outros com os quais Haggis já trabalhou, como Plantão Médico, L.A. Law e thirtysomething.


Gênero: Drama


Tempo de Duração: 113 minutos


Ano de Lançamento (EUA): 2004


Roteiro:   Paul Haggis, Robert Moresco


Produção:  Paul Haggis, Cathy Schulman, Don Cheadle, Robert Moresco, Mark Harris


Música Original:  Kathleen York, Paul Haggis, Oliver Nathan, Shani Rigsbee, Mark Isham


Fotografia:   James Muro


Edição:  Hughes Winborne


Design de Produção:  Laurence Bennett


Direção de Arte:  Brandee Dell Aringa


Figurino:   Linda Bass


Efeitos Especiais:  Scott Austin, Ron Trost


Efeitos Visuais:  Wendy Klein, H. Haden Hammond, Ian Noe, Payam Shohadai


Efeitos Sonoros:  Richard Van Dyke, Sandy Gendler


País:  USA


Gênero:  Drama, Suspense


Prêmios:


Academia de Hollywood  -  Oscar de Melhor Filme


Academia de Hollywood  -  Oscar de Melhor Roteiro Original


Academia de Hollywood  -  Oscar de Melhor Edição 


Academia Britânica  -  Prêmio de Melhor Roteiro Original


Academia Britânica  -  Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante  (Thandie Newton)


Indicações:  Academia de Hollywood  -  Indicado aos Oscars de Melhor Direção, Melhor Canção  (In the Deep) e Melhor Ator Coadjuvante  (Matt Dillon)


Academia Britânica  - Indicado aos Prêmios de Melhor Filme, Melhor Fotografia, Melhor Edição, Melhor Ator Coadjuvante  (Matt Dillon e Don Cheadle), Melhores Efeitos Sonoros, e ao Prêmio David Lean de Melhor Direção. 


Academia Européia  - Indicado ao Prêmio Internacional  (Paul Haggis Globo de Ouro  - Indicado aos Prêmios de Melhor Roteiro e de Melhor Ator Coadjuvante  (Matt Dillon). 

Festival Robert, Dinamarca  -  Indicado ao Robert de Melhor Filme Americano


Ver Mais
Os filmes aqui indicados são sugestões de nossos alunos, e, não expressam necessariamente o pensamento da AFC.