::   Academia Filosófica Cristã   ::
Página Inicial
Quem Somos
Reflexão
Artigos
Destaques e Eventos
Inscrição
Serviço Assistencial
Área de Trabalho
Fale Conosco
 

*
Calendário e Grupos de Harmonização
----------------------
* Calendário e Grupos Preceptoria Introdução
----------------------
* Harmonização de doentes.
----------------------

Notícias/Artigos

Projétil da Nasa atinge cometa com sucesso.
BBC do Brasil
04/07/2005











Imagem do Tempel 1 antes do impacto (Foto: Nasa)
Nasa começou a receber as primeiras imagens do Tempel 1

Cientistas da Nasa, a agência espacial americana, anunciaram que o projétil lançado pela sonda Deep Impact atingiu com sucesso o cometa Tempel 1.

O projétil, do tamanho de uma máquina de lavar roupas e com peso de 372kg, colidiu com o corpo celeste a mais de 130 milhões de quilômetros de distância da Terra por volta das 2h50, no horário de Brasília.


As primeiras imagens feitas do impacto mostram um forte flash de luz na superfície do cometa, indicando a força da colisão a 37 mil km/h. A colisão também fez surgir uma imensa nuvem de detritos, que os estudiosos dizem ser maior do que a esperada.


Os cientistas estão agora analisando a colisão para tentar descobrir a composição do corpo celeste e se ele tem um núcleo sólido.


Com o estudo, os especialistas da Nasa esperam obter informações sobre a formação do sistema solar e também sobre a origem da vida no sistema.


Investigação





A expectativa era que a colisão da sonda criasse uma cratera do tamanho de um estádio de futebol, mas ainda não foram obtidas imagens que confirmem a previsão.


A sonda Deep Impact está observando o evento a uma distância segura e enviando imagens para a Terra.


Foi a primeira vez que um projétil foi lançado contra um cometa.


Os cientistas acreditam que os cometas sejam esferas de gelo e pedra que se originam nos limites gelados da área externa do sistema solar.


Periodicamente, alguns viajam para o interior do sistema, orbitando o Sol.


Como outros cometas, o Tempel 1 contém material primitivo e que está inalterado desde que o Universo foi formado. Esse material está escondido embaixo de uma camada exterior.


"Esse material não viu a luz do dia por 4,6 bilhões de anos", disse Jessica Sunshine, cientista da missão, em entrevista coletiva em Pasadena, Califórnia.


"Como qualquer bom geólogo faria, queremos bater nele com um martelo e ver o que existe dentro."


Água


Acredita-se que impactos de cometas com a Terra trouxeram água ao nosso planeta.


Eles também podem ter trazido os primeiros elementos químicos necessários para a vida.


"Queremos descobrir que material era esse", disse Rick Grammier, gerente do projeto Deep Impact.


Grammier comparou a missão a "uma bala tentando atingir outra bala com uma terceira bala no lugar certo, no momento certo".





Ler Mais

© Indústria de Site - Criação de Sites